“Você é copo cheio ou copo vazio?” – por Luciano Fontana

Diretor da Escola Luciano Fontana (Foto: Divulgação)

Diretor da Escola Luciano Fontana (Foto: Divulgação)

Imagine que você esteja percorrendo um caminho longo, com alguns obstáculos que lhe exigem esforço para serem ultrapassados, tudo isso debaixo de um sol forte e temperaturas altas. Você chega a um determinado percurso deste caminho e avista dois copos sobre uma mesa. Um deles está cheio e o outro vazio. Qual dos copos você escolhe para matar a sua sede?

Com certeza será o copo cheio. Mas muitas pessoas estão querendo saciar a sede com o copo vazio. No momento atual em que nos encontramos, com altas taxas de desemprego, com a economia estagnada, o mercado de trabalho se torna mais exigente e as empresas precisam contratar pessoas com o copo cheio, para saciarem a sede de crescimento e que consigam resolver as dores que estão enfrentando.

O problema é que há poucas pessoas com o copo cheio sem emprego, e há muitas pessoas com o copo vazio precisando de emprego. E aqui está o problema, as empresas acabam não contratando o candidato a vaga por não terem a segurança de que ele irá suprir a demanda que a empresa tem.

E a cada ano novos jovens ingressam no mercado de trabalho, aumentando a concorrência por uma vaga de emprego. Novamente o problema é que a maioria chega também com o copo vazio, e essa situação só faz aumentar o índice de pessoas desempregadas.

Para evitar essa situação, nada agradável, precisamos começar a encher o nosso copo mais cedo. É necessário que o jovem que ainda está na escola comece a se qualificar, busque informações sobre o emprego que deseja, conheça a realidade do mercado no qual irá ingressar, aprimore suas habilidades, saiba como pode evoluir, se interesse em buscar aperfeiçoamento e não espere que seu emprego dos sonhos venha ao seu encontro.

Nesse sentido, é importante sabermos o que queremos. Precisamos trabalhar nosso autoconhecimento. As perguntas a seguir podem te ajudar a clarificar um pouco mais sobre a pessoa que você é, e a pessoa que quer se tornar, reflita e responda para si mesmo:

Qual é a sua vocação? Que tipo de trabalho te realizaria profissionalmente? O que você faz bem? O que você gosta de fazer? O que você não gosta de fazer? Qual é o teu diferencial? Quais são os teus desejos profissionais? E pessoais? Qual é o seu maior sonho? Quem você quer se tornar? Os conhecimentos que você adquiriu até hoje são suficientes para que alcance seus objetivos? O que mais você deve buscar? Que conhecimentos lhe faltam?

Analise em que nível está seu copo, cheio, pela metade ou totalmente vazio. O que você precisa fazer para enchê-lo. As pessoas de copo cheio são referências em seu meio, a todo o momento são procuradas para resolver problemas, dar conselhos, ensinar métodos. Estão nos melhores empregos e ganham os melhores salários. Mas um dia, também começaram com o copo vazio.

Então, quem você quer ser? Copo vazio ou Copo cheio?

Se você concorda, discorda ou tem uma opinião diferente, ou quiser compartilhar seus objetivos e sonhos, mande um e-mail para luciano@lumeoline.com.br. Terei o prazer em lhe responder e trocar novas ideias. Um forte abraço e até a próxima.

Luciano Fontana:
Graduado em Ciências Jurídicas e Sociais pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul – PUCRS (2005); Formado em Gestão e Liderança pela Escola de Executivos e Negócios do Instituto Albuquerque (2010); Formado em Professional and Self Coaching, Leader Coach e Analista Comportamental pelo Instituto Brasileiro de Coaching – IBC (2012). Pós Graduado em Gestão Educacional pela UNISEB (2015). Empresário e Sócio – Fundador da Lume Centro de Educação Profissional, com experiência de mais de 12 anos atuando nas áreas de Liderança, Gestão de Pessoas e Equipes, Vendas, Administração e Finanças.

Postado em Sem categoria | Deixar um comentário

“Por que estabelecer prioridades é importante nas finanças pessoais?” – por Luciano Fontana

Diretor da Escola Luciano Fontana (Foto: Divulgação)

Diretor da Escola Luciano Fontana (Foto: Divulgação)

O artigo de hoje encerra a série sobre finanças pessoais e os três hábitos que toda pessoa deveria ter para conseguir uma educação financeira eficaz. Lembrando ao leitor, que no primeiro artigo sobre educação financeira falamos sobre o hábito da proatividade, que diz que devemos ser responsáveis por nossas escolhas e que devemos saber fazer as escolhas certas. No segundo artigo falamos da importância de começar com um objetivo em mente, ou seja, traçar uma meta ou definir um propósito para nossa vida.

Portanto, se você conseguir aplicar os dois primeiros hábitos em sua vida, necessariamente terá que estabelecer prioridades para atingir seus objetivos ou metas. Portanto, o terceiro hábito que recomendo é “Faça primeiro o mais importante”, isto é, priorize o que é realmente importante fazer para atingir a meta ou sonho que você estabeleceu.

O hábito de fazer primeiro o mais importante é onde você cumpre as suas promessas, é onde você roda o programa, coloca na prática tudo aquilo que planejou. Da mesma forma que os hábitos anteriores, este também requer  mudança de paradigmas. Lembra do ciclo Ver-Fazer-Obter? Vamos usá-lo para exemplificar a mudança de comportamento:

Paradigma: Estabeleço prioridades para atingir meu objetivo financeiro.

Comportamento: sigo o plano, cumpro com as prioridades estabelecidas, estabeleço mini-metas diárias, semanais e mensais.

Resultado: tenho mais organização e produtividade, menos crises, mais dinheiro, satisfação, equilíbrio e paz de espírito.

Talvez você tenha que abrir mão de algumas coisas para poder cumprir com suas prioridades, portanto, lembre-se que está tomando esta decisão em virtude de algo muito maior que são seus sonhos e objetivos de vida. Se pensamentos negativos vierem à sua cabeça fazendo com que desista dos seus planos, pense como se já tivesse atingido seu grande sonho e sinta o prazer de tê-lo conquistado. Deixe este sentimento fluir por todo seu corpo, e quando voltar ao tempo presente seja forte e siga firme nos seu planejamento.

Uma última dica importante, tirada do livro “Pai Rico, Pai Pobre”, do Robert Kiyosaki  é, “invista seu dinheiro em ativos e fuja dos passivos. O ativo é quando o seu dinheiro trabalha para você. O passivo é quando o seu dinheiro trabalha contra você, geralmente este dinheiro acaba indo para outra pessoa”.

Se você concorda, discorda ou tem uma opinião diferente, ou quiser compartilhar seus objetivos e sonhos, mande um e-mail para luciano@lumeoline.com.br. Terei o prazer em lhe responder e trocar novas ideias. Um forte abraço e até a próxima.

Referências Bibliográficas:

Livro Os Sete Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes – Stephen Covey;

Livro “O 8º Hábito” – Stephen Covey

Livro Pai Rico, Pai Pobre – Robert Kiyosaki

Educar para o Consumo – Cássia D’Aquino

Artigos do site www.dinheirama.com.br;

Treinamento Os Sete Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes – Programa Clássico;

Apostila do Treinamento Professional and Self Coaching – IBC

 

Luciano Fontana:

Graduado em Ciências Jurídicas e Sociais pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul – PUCRS (2005); Formado em Gestão e Liderança pela Escola de Executivos e Negócios do Instituto Albuquerque (2010); Formado em Professional and Self Coaching, Leader Coach e Analista Comportamental pelo Instituto Brasileiro de Coaching – IBC (2012). Pós Graduado em Gestão Educacional pela UNISEB (2015). Empresário e Sócio – Fundador da Lume Centro de Educação Profissional, com experiência de mais de 12 anos atuando nas áreas de Liderança, Gestão de Pessoas e Equipes, Vendas, Administração e Finanças.

 

Postado em Sem categoria | Deixar um comentário

LUMECEP está com inscrições abertas para os cursos de verão

23471930_1470047073044079_6557559739891784590_nPara muitas pessoas, o período de férias é um momento de viajar, se desligar dos estudos, do trabalho e das responsabilidades. Entretanto, para algumas pessoas esta é uma grande oportunidade para buscar novos conhecimentos. Em virtude disso, a Lume Centro de Educação Profissional está com inscrições abertas para os cursos de verão. A partir do mês de janeiro serão oferecidos: Informática Administrativa, Promob e Dicção e Oratória.

Conforme o diretor comercial, Rangel Lancini, as inscrições já estão abertas e podem ser feitas até o dia 15 de janeiro. Mas ele alerta que as vagas já estão esgotando. “Nas férias as pessoas estão mais descansadas e por isso, esta é uma grande oportunidade para buscar qualificação e ferramentas que possam ajudar a obter mais resultados na vida. Os cursos são práticos rápidos e vivenciais. É uma forma de começar o ano com o pé direito”, explica Lancini.

Informática Administrativa
Na Informática Administrativa, os conteúdos são divididos em cinco módulos: windows, word, excel, power point e internet. As aulas iniciam no dia 22 de janeiro, das 19h às 22h.

O diretor destaca que a qualificação vai proporcionar conhecimentos na utilização dos programas essenciais de um computador, indo do básico até o intermediário, trabalhando as ferramentas que auxiliam o profissional a ter organização e resultados rápidos. A grade completa dos conteúdos poderá ser obtida aqui.

Dicção e Oratória
Serão 20 horas/aula, mas os interessados devem ter no mínimo 15 anos para participar. Durante as aulas os alunos vão conhecer as técnicas para falar em público com eficácia, naturalidade e sem inibição. “O curso é muito importante, pois os alunos vão aprender até como cativar o público. A pessoa que tem mais preparo, tem mais chances de se dar bem na vida. Todas as aulas serão desenvolvidas de forma prática com exercícios filmados e analisados”, comenta Lancini. Os conteúdos podem ser obtidos aqui.

Promob
O Promob terá carga horária de 27 horas. As aulas começam no dia 29 de janeiro, das 19h às 22h. Serão oferecidos recursos para os alunos interagirem com programas de criação e personalização de projetos, podendo assim, qualificar e atualizar sua capacitação profissional. “Os alunos poderão criar todo o ambiente, visualizar como ficará o projeto e apresentar para o cliente. O Promob é fácil de utilizar e muito comum em fábricas de móveis, lojas de ambientes e de decorações”, frisa Lancini. Mais informações podem ser obtidas aqui. 

Mais informações podem ser obtidas no site da Escola ou através do fone: 3751 6812.

Texto: Portal Região dos Vales

Postado em Sem categoria | Deixar um comentário

LUMECEP estimula a inclusão social

Prédio foi adaptado para promover a acessibilidade (Foto: Michele Tonezer)

Prédio foi adaptado para promover a acessibilidade (Foto: Michele Tonezer)

O tema da redação do Enem 2017 foi “Desafios para a formação educacional de surdos no Brasil”. O assunto surpreendeu alunos e professores e retomou a discussão sobre a inclusão. O Plano Nacional de Educação tem, entre suas metas, a universalização do acesso à educação básica para a população entre 4 e 17 anos com deficiências, preferencialmente na rede regular de ensino. A meta parte do princípio de que a formação escolar é direito de todos e todos devem se desenvolver e aprender juntos.

No entanto, o sistema educacional brasileiro está longe de ser inclusivo e a preocupação não é apenas com o ensino, mas também com a acessibilidade nos estabelecimentos. Preocupada com isso, a Lume Centro de Educação Profissional, que inaugurou seu novo prédio em 2015, já adaptou toda a estrutura para dar oportunidade aos alunos portadores de necessidades especiais. O local possui rampa de acesso, elevador e banheiros adaptados. Além disso, na área pedagógica, a Escola está com a segunda turma do curso de libras em andamento.

Professora Indiara (Foto: Divulgação)

Professora Indiara (Foto: Divulgação)

Além de ser a mais popular forma de comunicação entre as pessoas surdas e ouvintes, as aulas de libras auxiliam na inclusão dos portadores de necessidades especiais na sociedade. A professora de libras da LUMECEP, Indiara Caroline Rigatti, ficou surpresa com o tema da redação. “A inclusão é complicada, porque os surdos não conseguem se adaptar na sala de aula, pois falta intérprete de Libras, professores de Libras e falta comunicação em Libras. Minha experiência de inclusão foi uma grande luta quando estudei em escola regular, pois não tinha intérprete, não tinha Libras, só gesto e aula oralizada. Mas aprendi muito. Atualmente sou formada de Pós – Graduação e realizarei o Mestrado”.

Outro exemplo de inclusão é a aluna Eveline Gomes Da Broi, que é cadeirante. Apaixonada por animais, ela encontrou na LUMECEP uma oportunidade para adquirir mais conhecimentos na área veterinária. “Eu amo animais e desde pequena sempre quis ser veterinária, mas por não ter o curso no Vale do Taquari, nunca pude fazer. Quando soube que Lume estava proporcionando o curso de Auxiliar Veterinário, achei que era uma oportunidade. Até o momento o curso está sendo muito produtivo e com certeza pretendo utilizar estes conhecimentos”.

Aluna Eveline (Foto: Divulgação)

Aluna Eveline (Foto: Divulgação)

O sonho de Eveline está se tornando realidade, graças às adaptações que a Escola realizou. “A escola tem rampa e isso facilita muito. Se não tivesse, certamente eu não poderia estar fazendo o curso. Este foi um dos fatores que interferiram a minha escolha pela Lume”.

Entretanto, para Eveline estar completamente realizada, a infraestrutura da cidade ainda precisa evoluir. “As dificuldades são muitas, pois Encantado não está preparada para as pessoas com deficiência, seja física ou qualquer outra deficiência que uma pessoa possa ter. As maiores dificuldades que eu encontro no meu dia a dia são as calçadas mal conservadas e locais públicos com falta de acesso (rampas e elevadores). Quando me refiro a lugares públicos estou falando também em lojas, bares, restaurantes, etc”, explica Eveline.

Da mesma forma que Eveline enfrenta seus obstáculos todos os dias e continua perseverante na realização de seus sonhos, a aluna Janaina Bueno Caminha, que cursa o Técnico em Administração, também é um exemplo de superação. Logo após o nascimento, que ocorreu antes do tempo, Janaina foi levada para a incubadora para ganhar peso. Neste período foi exposta a luz, sem proteção nos olhos. Isso prejudicou a retina, gerando dificuldade visual. Em virtude disso, a dedicação dos colegas e professores durante as aulas funciona como um estímulo para ela dar continuidade às suas metas.

Aluna Janaina (Foto: Divulgação)

Aluna Janaina (Foto: Divulgação)

Uma das obras de Janaina (Foto: Divulgação)

Uma das obras de Janaina (Foto: Divulgação)

“Já pensei sobre como as pessoas normalmente veem o mundo, mas em nenhum momento me senti frustrada ou desmotivada, sempre me conheci como pessoa e sei que tenho talento, então me orgulho de mim mesma. Na Lume todos são atenciosos, e as aulas são bem explicadas, tudo o que é escrito no quadro é também transmitido em forma de fala, assim sou capaz de acompanhar sem problemas, e em caso das dúvidas eles me auxiliam”.

Janaina adora fazer desenhos no estilo Mangá (desenho Japonês) e é muito elogiada pelas suas obras. Segundo ela, o aperfeiçoamento que está tendo na LUMECEP, faz com que ela saia da zona de conforto e melhore ainda mais no seu aspecto profissional e pessoal.

Texto: Portal Região dos Vales

Postado em Sem categoria | Deixar um comentário

“A Magia do Propósito Definido” – por Luciano Fontana

Diretor da Escola Luciano Fontana (Foto: Divulgação)

Diretor da Escola Luciano Fontana (Foto: Divulgação)

No último artigo escrevi sobre a importância da mudança de comportamentos e adoção do hábito da Responsabilidade, criando assim a nossa independência genuína. Mas há dois outros hábitos importantes para conquistarmos uma educação financeira de qualidade.

Um deles é o hábito 2 – Comece com o objetivo em mente, que trata de termos um Propósito Definido, ou seja, saber o que queremos para nossa vida. Para isso você deve responder as seguintes perguntas: o que realmente é importante para sua vida? O que você quer conquistar? Aonde você quer chegar? Quem você quer ser ou se tornar?

Pois, como diz o ditado, se não sei para aonde vou, qualquer lugar serve. Com as nossas finanças funciona da mesma forma, se não sei no que devo gastar, se não estabeleço prioridades, se não estabeleço pensamento de longo prazo, acabo desperdiçando o que tenho. Por isso é importante termos metas e objetivos definidos. Então a dica é planejar nossos gastos de acordo com as metas e objetivos traçados.

Abaixo segue algumas perguntas que podem te ajudar a planejar teus objetivos e metas. É importante criar a consciência do que realmente importa para nós, e só conseguimos isso quando paramos para refletir. Reserve um tempinho e responda da forma mais sincera possível as perguntas que seguem:

Qual o seu objetivo financeiro para os próximos 12 meses? Que resultado você quer atingir? Por que você quer atingir este objetivo/resultado? Está realmente disposto a alcançar este resultado? De 0 a 10, quanto? O que você poderia fazer a partir de hoje para alcançar este objetivo?

Você quer economizar dinheiro para quê? Você está satisfeito com o quanto economiza ou acha que poderia economizar mais? O que você poderia fazer hoje para começar a economizar (mais)?

Caso você não tenha nada de economias, gostaria de começar? Por que você acha que não consegue economizar uma parte de seus ganhos mensais? Que comportamentos você precisa mudar para atingir os resultados desejados? Qual o gasto que você poderia cortar de imediato? Se não puder de imediato, em quanto tempo? O que você está fazendo de errado?

Analise as suas respostas e veja como você pode melhorar o que já vem fazendo, ou se não vem fazendo, como você pode começar. Estas perguntas te ajudam a refletir e pensar nos teus objetivos e como fazer para atingi-los. Outra ferramenta interessante para traçar metas é o sistema SMART, se você quiser receber esta ferramenta ou um exemplo de como usá-la, é só me mandar um e-mail pedindo (o endereço está abaixo). No próximo artigo falarei sobre como estabelecer prioridades para atingir o propósito definido.

Se você concorda, discorda ou tem uma opinião diferente, ou quiser compartilhar seus objetivos e sonhos, mande um e-mail para luciano@lumeoline.com.br. Terei o prazer em lhe responder e trocar novas ideias. Um forte abraço e até a próxima.

Luciano Fontana

Graduado em Ciências Jurídicas e Sociais pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul – PUCRS (2005); Formado em Gestão e Liderança pela Escola de Executivos e Negócios do Instituto Albuquerque (2010); Formado em Professional and Self Coaching, Leader Coach e Analista Comportamental pelo Instituto Brasileiro de Coaching – IBC, com quatro certificações internacionais (Behavioral Coaching Institute – BCI, International Association of Coaching – IAC, European Coaching Association – ECA e Global Coaching Community – GCC (2012)). Pós Graduado em Gestão Educacional pela UNISEB (2015). Empresário e Sócio – Fundador da Lume Centro de Educação Profissional, com experiência de mais de 11 anos atuando nas áreas de Liderança, Gestão de Pessoas e Equipes, Vendas, Administração e Finanças. Com mais de 700 horas em cursos e treinamentos de aperfeiçoamento comportamental e profissional.

Postado em Sem categoria | Deixar um comentário

“Unesco ‘os quatro pilares da educação pós – moderna’ – norteando a metodologia de ensino da LUMECEP” – por Lorrane Mares da Mata

Lorrane (Foto: Divulgação)

Lorrane (Foto: Divulgação)

Colocar a educação ao longo da vida no coração da sociedade – esse é um dos objetivos composto no Relatório para a UNESCO da Comissão Internacional sobre Educação para o século XXI. Neste relatório, intitulado: Educação – Um tesouro a descobrir – desenvolveu-se os quatro pilares da educação: aprender a conhecer, aprender a fazer, aprender a ser e aprender a viver juntos, levando-se em consideração todo o processo de globalização.

Você já ouviu falar das bases das competências do futuro? Já parou para imaginar o meio em que vivemos daqui a 20 anos? Estamos preparados para as mudanças que acontecem e que continuarão acontecendo? Como estamos nos preparando?

A resposta está em: explorar, do começo ao fim da vida, todas as ocasiões de atualizar, aprofundar, enriquecer os conhecimentos e de se adaptar as mudanças.

Diante disso, aquele que não procurar atualizar-se frente às novidades que o mundo globalizado trouxe à tona, saber, sobretudo, interpreta-las, sentirá enormes dificuldades de convivências futuras saudáveis e duradouras, seja nos âmbitos sociais ou profissionais. Aquele que não gosta de mudanças e tem uma resistência a elas, também terá enormes dificuldades de inserção nos setores econômicos, sociais e políticos.

Nesse sentido, a educação deve organizar-se em torno de quatro aprendizagens ao longo da vida e que serão os pilares do conhecimento, confira abaixo:

APRENDER A CONHECER: diz respeito ao conhecimento de mundo e a capacidade de compreender, explora também a questão da pesquisa individual e do conhecer a cultura geral, levando em consideração, especialmente, as linguagens para poder comunicar-se com outrem.

APRENDER A FAZER: diz respeito a desenvolver habilidades e competências para do desenvolvimento profissional.

APRENDER A VIVER JUNTOS , APRENDER A VIVER COM OUTROS: trabalha a descoberta do outro, a tendência para objetivos em comum e de uma terceira alternativa (nem a minha ideia, nem a sua ideia, vamos elaborar uma terceira ideia – processo dialético).

APRENDER A SER: por fim e não menos importante, esse pilar prevê que a educação deve contribuir para o desenvolvimento total da pessoa — espírito e corpo, inteligência, sensibilidade, sentido estético, responsabilidade pessoal, espiritualidade.

Perante todas as exigências que o mercado estabelece, a metodologia de ensino da LUMECEP foi elaborado levando em consideração os quatros pilares da educação cujo objetivo pauta-se na formação de sujeitos qualificados nas esferas cognitivas e práticas, apresentando uma bagagem de conteúdos que o torna autônomo na compreensão de diversos conhecimentos que são demonstrados e exigidos em ações, tanto em aula como posteriormente no mercado de trabalho.

REFERÊNCIAS:
DELORS, J. Educação: um tesouro a descobrir. 2ed. São Paulo: Cortez
Brasília, DF: MEC/UNESCO, 2003

LUME CENTRO DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL: http://www.lumeonline.com.br/empresa/setor-pedagogico

Lorrane Mares da Mata
Pedagoga
Pós-graduada em Psicopedagogia Institucional

 

Postado em Sem categoria | Deixar um comentário
12345...1020...
Símbolo RV Digital
Desenvolvido por:
Logomarca RV Digital